Receita: Gelado de frutos vermelhos saudável (vegan)

Gosta de gelados? Gostaria de experimentar uma versão mais saudável? Então, tem que experimentar esta receita :).

Hoje, quero partilhar com vocês uma das minhas receitas preferidas: gelado de frutos vermelhos!  É um gelado muito fácil e rápido de fazer (cerca de 5 a 10min) e garanto-vos que é óptimo! E uma das melhores partes: é super saudável !! E se for vegan, não se preocupe, este gelado não inclui nenhum laticínio (ou nenhum outro produto de origem animal)! Para além disso, claro que não contém açúcar ou aditivos artificiais.

Como já deve ter percebido, os ingredientes principais deste gelado são frutos vermelhos. E não precisa de se preocupar se não for a época destes frutos… porque para esta receita usamos intencionalmente frutos vermelhos congelados. Os frutos vermelhos congelados retêm praticamente o mesmo conteúdo nutricional dos frutos frescos (especialmente no que diz respeito à capacidade antioxidante) [1].

Os frutos vermelhos são dos alimentos mais saudáveis ​​que podemos comer. Estes frutos ajudam a prevenir e a combater doenças uma vez que contêm um alto teor em antioxidantes [2], e portanto, ajudam o nosso corpo a livrar-se dos radicais livres (que são responsáveis pela inflamação, que pode levar a muitas doenças crónicas). De facto, milhares de estudos têm demonstrado que estes frutos podem ajudar a proteger-nos contra quase todas as doenças, desde doenças cardiovasculares ao cancro. Mas particularmente interessante, há imensos estudos científicos que mostram que estes frutos também protegem o nosso cérebro: podem melhorar a memória em adultos mais velhos [3] e ajudar a reduzir o risco de doença de Alzheimer e Parkinson [4-9]. Por exemplo, neste estudo [3], os autores sugerem que uma ingestão regular de mirtilos pode mitigar a neurodegeneração. Num outro estudo, com 16.010 participantes, descobriu-se que o consumo de frutos vermelhos, particularmente mirtilos e morangos, está associado a uma taxa mais lenta de declínio cognitivo – especificamente, a ingestão de frutos vermelhos pode atrasar o declínio cognitivo por dois anos e meio [10].

Então, o que me dizem a protegermos o nosso cérebro enquanto comemos uma sobremesa deliciosa? 🙂

 

Tempo de preparação: 5-10min

Serve: 2-4 pessoas

 

Ingredientes

– 80g de caju (sem sal)

– 200 ml de água

– 5-10 tâmaras (dependendo de quão doce quer que o seu gelado seja)

– 2 colheres de sopa de manteiga de amêndoa

– 300g de frutos vermelhos congelados

Preparação

1. Coloque os cajus de molho durante 2 a 4 horas e as tâmaras durante 1h.

2. Adicione os cajus, as tâmaras e a água ao seu liquidificador. Misture tudo até formar um líquido homogéneo.

3. Adicione a manteiga de amêndoa e os frutos vermelhos congelados. Misture tudo usando a velocidade mais baixa da máquina até obter a consistência desejada. Eu normalmente gosto de encontrar alguns pedaços de frutos no meu gelado, portanto só os misturo durante alguns segundos (menos de 30 segundos).

Nota: Sugiro que tire os frutos vermelhos do congelador mesmo antes de os colocar na liquidificadora, de maneira ao gelado estar imediatamente pronto a comer. Se os frutos vermelhos não estiverem totalmente congelados, ou se quiser guardar o gelado para mais tarde, pode colocá-lo no congelador durante algumas horas. No entanto, pela minha experiência, o gelado sabe muito melhor logo após ser feito.

Tão simples quanto isto! 🙂 Desfrute do seu gelado super saudável e saboroso! 🙂

 

Gostou desta receita? Deixe por favor o seu comentário em baixo 🙂

E não se esqueça de subscrever o nosso blog introduzindo o seu e-mail na caixa de subscrição correspondente! Receberá então todas as semanas no seu e-mail uma newsletter com o nosso artigo mais recente!

 

Viva saudável 🙂
Ana

 

Referências

[1]          W. Mullen, A. J. Stewart, M. E. Lean, P. Gardner, G. G. Duthie, and A. Crozier, “Effect of freezing and storage on the phenolics, ellagitannins, flavonoids, and antioxidant capacity of red raspberries,” J Agric Food Chem, vol. 50, no. 18, pp. 5197-201, Aug 28, 2002.

[2]          M. H. Carlsen, B. L. Halvorsen, K. Holte, S. K. Bohn, S. Dragland, L. Sampson, C. Willey, H. Senoo, Y. Umezono, C. Sanada, I. Barikmo, N. Berhe, W. C. Willett, K. M. Phillips, D. R. Jacobs, Jr., and R. Blomhoff, “The total antioxidant content of more than 3100 foods, beverages, spices, herbs and supplements used worldwide,” Nutr J, vol. 9, pp. 3, Jan 22, 2010.

[3]          R. Krikorian, M. D. Shidler, T. A. Nash, W. Kalt, M. R. Vinqvist-Tymchuk, B. Shukitt-Hale, and J. A. Joseph, “Blueberry supplementation improves memory in older adults,” J Agric Food Chem, vol. 58, no. 7, pp. 3996-4000, Apr 14, 2010.

[4]          B. Shukitt-Hale, D. F. Bielinski, F. C. Lau, L. M. Willis, A. N. Carey, and J. A. Joseph, “The beneficial effects of berries on cognition, motor behaviour and neuronal function in ageing,” Br J Nutr, vol. 114, no. 10, pp. 1542-9, Nov 28, 2015.

[5]          B. Shukitt-Hale, “Blueberries and neuronal aging,” Gerontology, vol. 58, no. 6, pp. 518-23, 2012.

[6]          J. A. Joseph, B. Shukitt-Hale, and L. M. Willis, “Grape juice, berries, and walnuts affect brain aging and behavior,” J Nutr, vol. 139, no. 9, pp. 1813S-7S, Sep, 2009.

[7]          B. Shukitt-Hale, F. C. Lau, and J. A. Joseph, “Berry fruit supplementation and the aging brain,” J Agric Food Chem, vol. 56, no. 3, pp. 636-41, Feb 13, 2008.

[8]          J. A. Joseph, B. Shukitt-Hale, and F. C. Lau, “Fruit polyphenols and their effects on neuronal signaling and behavior in senescence,” Ann N Y Acad Sci, vol. 1100, pp. 470-85, Apr, 2007.

[9]          E. P. Cherniack, “A berry thought-provoking idea: the potential role of plant polyphenols in the treatment of age-related cognitive disorders,” Br J Nutr, vol. 108, no. 5, pp. 794-800, Sep, 2012.

[10]        E. E. Devore, J. H. Kang, M. M. Breteler, and F. Grodstein, “Dietary intakes of berries and flavonoids in relation to cognitive decline,” Ann Neurol, vol. 72, no. 1, pp. 135-43, Jul, 2012.

8 Responses to “Receita: Gelado de frutos vermelhos saudável (vegan)

  • No fim de semana vamos experimentar e saborear.

  • Vanessa Moura Pereira
    4 anos ago

    Ola Ana, em vez da manteiga de amêndoa pode-se utilizar manteiga de amendoim? Beijinhos

    • Ana Coito, PhD
      4 anos ago

      Olá Vanessa, se a manteiga de amendoim não tiver sal nem açúcar (ou seja se for mesmo só amendoim) podes tentar. Se não, podes também tentar sem a parte da manteiga de amêndoa/ amendoim. Nós costumamos pôr porque dá uma textura mais cremosa ao gelado e também porque neutraliza o amargo de alguns frutos vermelhos (mas se os frutos que usares já forem doces, não tens esse problema). Nunca usei manteiga de amendoim neste gelado por isso não posso dizer se o sabor final resulta, mas podes tentar as duas versões (sem nada e com manteiga de amendoim) e ver como preferes 🙂 depois diz como ficou! beijinhos

  • Liliana Gomes
    4 anos ago

    Olá, muito obrigada por esta receita e pelo blogue, em geral. Fiz este gelado, é delicioso e não há nada como comer gelado sem culpa. 🙂

    • Ana Coito, PhD
      4 anos ago

      Obrigada Liliana 🙂 fico contente em saber que gostas do blog e que gostaste do gelado! 🙂

  • Olá
    Fantástico o post.
    A minha experiência com o estilo vegano foi há 7 meses atrás quando estava visitando a Dinamarca, fiquei na casa de um casal vegano, onde pude provar as primeiras delícias veganas e confesso: ME SURPREENDI, afinal nos países nórdicos e na Alemanha em especial o veganismo está cada vez mais importante, eu fiquei impressionada com a variedade de opções vegan em Berlin.
    Depois deste fato em questão comecei a me interessar pelo assunto.
    Espero que aqui no Brasil essa cultura seja tão bem aceita e começe a ter mais valor o mais rápido possível, espero que cada vez mais pessoas possam compartilhar essas delícias veganas!
    Forte abraço.

    • Ana Coito, PhD
      4 anos ago

      Olá Adriane, obrigada! 🙂 Sim, de facto há receitas veganas que, para além de super saudáveis, são super deliciosas 😀 vamos continuar a partilhar aqui no blog algumas delas criadas por nós 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *