Living in Natural Harmony: Introdução ao Blog

Somos a Ana, a Marjan e o Christoph, três neurocientistas que nos conhecemos em Genebra durante o nosso doutoramento / mestrado em Neurociências. Descobrimos que para além das Neurociências, temos outro interesse em comum: somos apaixonados por um estilo de vida saudável e natural.

Ana

Fiz o meu doutoramento em Neurociências nas Universidades de Genebra e Lausanne, Suíça, o mestrado integrado em Engenharia Biomédica no Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa, Portugal, e um certificado de estudos avançados (CAS) em Nutrição para a Prevenção de Doenças e Saúde da ETH Zurique (Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Zurique). Estou também a trabalhar atualmente como investigadora pós-doutorante em neurociências.

Há pelo menos 6 anos que tenho desenvolvido um grande interesse por tudo o que diz respeito à nutrição e medicina natural. Tenho lido muitos livros e artigos científicos sobre estes tópicos e implementando o que tenho aprendido na minha vida quotidiana. Claro que não mudei tudo de uma vez, tem sido uma caminhada (comecei por eliminar completamente o açúcar da minha alimentação!). A alimentação saudável é um tópico muito importante para mim e tenho vindo a aperceber-me que a minha saúde e bem estar melhorou imenso desde que comecei a comer alimentos “verdadeiros”. Mas o meu interesse pela medicina natural vai para além da nutrição. Embora eu pense que uma alimentação saudável seja a base da saúde, também acredito que há outros fatores que são importantes para manter ou alcançar a saúde, como por exemplo técnicas de gestão emocional e do stress, exercício físico, uma boa qualidade de sono e tentar minimizar a exposição a toxinas (pelo menos as coisas que conseguimos controlar). Por exemplo, percebi que muitos produtos que utilizamos todos os dias no nosso corpo contêm alumínio, parabeno, plásticos e muitos outros produtos químicos, que são tóxicos para nós e para o meio ambiente. Por isso, decidi parar de os usar e nos últimos anos tenho feito os meus próprios produtos, como pasta de dentes, desodorizante e cremes para o corpo, usando apenas produtos naturais (que, para além de serem mais saudáveis ​​para mim e para o ambiente, também são muito mais baratos).

Gostaria agora de partilhar os conhecimentos que tenho vindo a adquirir sobre nutrição e muitos outros tópicos de medicina natural (e receitas!). Quero contribuir para divulgar esta informação tão importante, com o objectivo de ajudar as pessoas a prevenir ou superar doenças crónicas, a sentirem-se bem com elas próprias, sendo ao mesmo tempo consciente do ambiente que nos rodeia. Acredito mesmo que as mudanças de estilo de vida, quando verdadeiramente implementadas, podem fazer uma grande diferença na vida de cada um, prevenindo e superando certas doenças e contribuindo para uma melhor qualidade de vida.

Marjan

Estudei psicologia durante o meu bacharelato, seguido por um mestrado em Neurociências, e começarei em breve o meu doutoramento. Sempre adorei pessoas e sempre quis fazê-las sentirem-se melhor, o que acabou por ser a minha principal motivação para começar um bacharelato em psicologia. Queria ajudar as pessoas a superar os seus problemas emocionais. No final do meu bacharelato, percebi que poderia resolver o problema mais profundamente se pudesse, primeiro que tudo, saber como esses problemas acontecem a certas pessoas e entender o que se passa no cérebro que leva a esses resultados negativos.

Gosto muito de neurosciências clínica e vou continuar a ser neurocientista, claro. No entanto, durante o meu tempo livre, tenho feito imensa investigação sobre a parte das neurociências e psicologia que lida com o poder da nossa mente, assim como as coisas que podemos mudar em nós mesmos, treinando o nosso cérebro. Fiz imensa pesquisa sobre o efeito da meditação na nossa mente, assim como muitas outras abordagens que nos podem ajudar a ter uma vida mais saudável e feliz. Já viajei para muitos países em diferentes continentes e, por alguma razão, muitas das pessoas que conheci sentiram-se confortável o suficiente para abrir o seu coração para mim, pelo qual estou muito grata. Conversei com pessoas de diferentes raças, idades e contextos socio-económicos. Fiquei surpreendida com a semelhança que todos nós temos no que diz respeito às nossas necessidades básicas, mas infelizmente temos tendência a esquecer isso. Estamos todos em busca de uma vida melhor, mais feliz e mais segura, e o único fator diferente é o meio que usamos para lá chegar.
A minha participação neste blog envolverá artigos que compartilharão estas experiências. Vou tentar compartilhar tudo que tenho aprendido com a psicologia, neurociências, workshops e investigação sobre como chegar a um estado de espírito calmo e satisfeito na maior parte do tempo. E para os momentos em que enfrentamos alguns eventos mais difíceis (desde um pensamento negativo a lutas, conflitos e até mesmo a perda de entes queridos), vou tentar compartilhar com vocês como reagir da melhor maneira de forma a alcançar novamente esse estado de serenidade o mais breve possível. Uma vez que uma mente e corpo saudáveis são ambos muito dependentes de uma alimentação saudável (que, por sua vez, depende de como os alimentos são produzidos), decidimos incorporar estas mensagens no mesmo blog e apresentá-las juntas como um “pacote” completo para um estilo de vida saudável.

Christoph

Tenho um doutoramento em Neurociências das Universidades de Genebra e Lausanne, Suíça, um mestrado e bacharelado em Biologia da ETH Zurique, Suíça, e estou atualmente a fazer um segundo mestrado em Agronomia na ETH Zurique.

A natureza, a vida e a saúde sempre me fascinaram. Durante os meus estudos sobre a memória e as emoções para o meu doutoramento em Neurociências, o meu interesse por tópicos relacionados com a saúde cresceu muito. Um aspecto importante foi a alimentação saudável. Tendo sido vegetariano durante muitos anos, eu já estava de alguma maneira consciente sobre o que estava a comer. No entanto, depois de ler sobre a alimentação à base de alimentos crus, um mundo totalmente novo abriu-se para mim. A minha paixão por uma alimentação saudável levou-me finalmente de volta às plantas, e a perguntar como os nossos alimentos são produzidos. Entretanto, entrei em contato com o conceito de permacultura, uma forma sustentável para a produção agrícola, e que tem como preocupação o cuidado da nossa Terra. O interesse na alimentação levou-me a estudar agronomia, com o intuito de entender melhor as estratégias atuais de produção de alimentos, a fim de encontrar formas sustentáveis ​​de produzir alimentos saudáveis.

Gosto de pensar de forma holística, tentando encontrar as melhores soluções a partir de diferentes pontos de vista. Além das neurociências e da natureza, também tenho interesse noutros tópicos, como por exemplo espiritualidade e exercício físico. Eu acho que, para sermos equilibrados na vida, há muitos fatores que são importantes ter em consideração. Estou ansioso por escrever artigos sobre diferentes tópicos, com o objetivo de identificar e partilhar estratégias sustentáveis ​​para uma vida bem sucedida.

A nossa visão

Sabemos que a saúde física e mental pode ser mantida ou alcançada se cuidarmos de vários aspectos do nosso estilo de vida. Infelizmente, há imensa falta de informação e mal-entendidos sobre abordagens de saúde natural em geral. Muitos consideram-nas como “alternativas” ou “não científicas”. Isto não é simplesmente verdade: há milhares de estudos científicos sobre os benefícios de uma alimentação saudável, exercício físico ou meditação.

Praticamente todos nós já nos apercebemos que algo tem que mudar. Estamos a poluir-nos a nós próprios e ao meio ambiente, e ao mesmo tempo estamos a ficar mais distantes das nossas raízes. Temos cada vez mais doenças, as chamadas “doenças da civilização”, que costumavam ser inexistentes ou muito menos prevalentes. E a maneira como estamos a viver hoje em dia já não é sustentável. Encontramos todos os tipos de produtos à venda que não só são desnecessários, mas também prejudicam a nossa saúde e o meio ambiente. E para muitos destes produtos, há na verdade alternativas mais saudáveis ​​e amigas do ambiente.

Temos ouvido várias vezes pessoas a dizer “mas a expectativa de vida está a aumentar”. Na verdade, 1) isso já não é bem assim, a expectativa de vida agora está a diminuir nos Estados Unidos da América [1] e 2) mesmo que até seja verdade noutros paises industrializados, com que qualidade de vida é que vivemos? Viver mais tempo do que os nossos antepassados, mas com diabetes, doença de Alzheimer, artrite, doenças cardíacas, cancro, depressão e outras doenças, não é de todo o que as pessoas desejam. Outra frase que já ouvimos é “como agora vivemos mais tempo, temos todas aquelas doenças que os nossos antepassados ​​não tiveram, porque simplesmente eles não chegaram à nossa idade”. Se assim fosse, como é possível que estas doenças estejam a aparecer em pessoas cada vez mais novas, até mesmo em crianças?!!! Vocês acreditam mesmo que a razão é porque as pessoas agora são mais velhas?! Nós não.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as principais causas de morte no mundo em 2015 foram [2]: doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais (AVCs), doenças respiratórias crónicas, cancro, diabetes, doença de Alzheimer…ou seja, as chamadas “doenças da civilização”. Poderiam estas doenças, pelo menos na maioria dos casos, ser prevenidas por mudanças no estilo de vida? Provavelmente. Muitas pessoas pensam “oh, eu tenho genes maus”. Isto não é verdade. Os genes podem ser activados e desactivados por factores ambientais (se não forem activados, a doença nunca aparecerá). Isto chama-se epigenética. Por exemplo, foi descoberto e publicado num dos jornais científicos mais reconhecidos do mundo, Nature, que o risco de cancro é fortemente influenciado por fatores ambientais (90%), enquanto fatores genéticos contribuem pouco (10%) para o seu desenvolvimento [3]. E porque é que isto é uma boa notícia? Porque significa que temos uma grande probabilidade de prevenir o cancro através de mudanças no estilo de vida!!

Atualmente, a mentalidade “tenho uma doença, vou ao médico, ele prescreve-me um medicamente, e eu vou ficar bem” está muito presente. Na verdade, no caso de doenças agudas, o uso de fármacos podem salvar a vida (por exemplo, no caso de uma alergia aguda). Contudo, no caso de muitas doenças crónicas, o uso de fármacos pode levar ao desaparecimento de alguns dos sintomas ou a um “controlo” da doença, mas esta ainda lá está, não foi curada (por isso se chama “doença crónica”), uma vez que a sua verdadeira causa não foi tratada. E muitas vezes outros problemas de saúde começam a aparecer devido aos efeitos secundários dos fármacos, e por vezes, temos que tomar outros medicamentos para minimizar os efeitos secundários dos outros comprimidos que estamos a tomar.

A Medicina Natural tenta encontrar a verdadeira causa das doenças crónicas, considerando o corpo como um todo. Quando a verdadeira causa da doença é tratada, os sintomas de todas as doenças vão desaparecer consequentemente. Acreditamos que, para prevenir e superar doenças crónicas, e alcançar um maior bem-estar, é muito importante considerar as abordagens da Medicina Natural, que envolvem mudanças no estilo de vida, e que incluem principalmente (mas não só):

– uma alimentação saudável. Se mudarmos a nossa alimentação, comermos alimentos saudáveis e sem toxinas (legumes e frutas biológicas), melhoraremos a nossa saúde. Sabiam que Hipócrates, o pai da Medicina, disse:

Que o seu alimento seja o seu medicamento, e que o seu medicamento seja o seu alimento.

– ser mais ativo: pelo menos exercício moderado todos os dias (como por exemplo, fazer caminhadas) é extremamente importante.

“Se pudéssemos dar a cada indivíduo a quantidade certa de nutrição e exercício, não muito pouco e não muito, teríamos encontrado o caminho mais seguro para a saúde.” Hipócrates

– dormir – entre muitos outros benefícios, durante o sono nós estamos a desintoxicar o nosso corpo.

– técnicas de gestão emocional e do stress, como meditação, relaxamento e envolvimento em atividades que gostamos mesmo.

– minimizar a exposição a toxinas e considerar certos métodos de desintoxicação (o nosso corpo já desintoxica naturalmente quando comemos alimentos saudáveis e temos outros hábitos de vida saudáveis, mas às vezes a carga de toxinas é tão pesada que precisamos de ajuda – e não estamos a falar sobre aqueles “produtos milagrosos” que vemos nas lojas a dizer “detox”).

– cuidar da nossa flora intestinal (os micróbios presentes no nosso intestino são muito importantes para a nossa saúde e um desiquilibrio da flora intestinal tem sido associado a quase todas as doenças).

– especiarias, ervas aromáticas e medicinais, óleos essenciais.

É claro que é muito mais fácil tomar um comprimido do que mudar o nosso estilo de vida. Mas se queremos viver saudáveis, e muito provavelmente até a uma idade avançada, é isso que temos que fazer. Temos que nos reconectar à Natureza, porque nós somos da Natureza. E queremos que todos saibam que isto ainda é possível no nosso mundo moderno e agitado. Esperamos que os nossos artigos vos inspirem a mudar o estilo de vida, e com isso, a tornarem-se mais saudáveis e felizes, cuidando ao mesmo tempo do ambiente que nos rodeia. Todos nós devemos assumir a responsabilidade de cuidar de nós mesmos, do ambiente e das nossas gerações futuras.

É também importante apercebermo-nos que cada vez que vamos às compras, estamos a votar. Qualquer coisa que compramos é um voto para o bem ou para o mal. Se existirem muitos “votos” para escolhas relacionadas com um estilo de vida saudável e sustentável, é certo que as coisas começam a mudar. Um bom exemplo é o facto da agricultura biológica ter vindo a crescer imenso nos últimos anos como resultado do aumento da procura de legumes e frutas biológicas.

Para nós, implementar todos os aspectos de estilo de vida, mencionados acima, nas nossas vidas tem sido uma verdadeira caminhada. Todos os dias continuamos a pesquisar, a ler e a tentar implementar o que descobrimos nas nossas vidas pessoais. Cada dia é uma descoberta nova e interessante.

Agora chegámos a um ponto em que não queremos apenas investigar e guardar a informação para nós próprios. Queremos fazer algo! Portanto, decidimos criar este blog. Queremos divulgar informações importantes e interessantes sobre vários tópicos relacionados com um estilo de vida saudável, com a finalidade de sensibilizar as pessoas e ajudá-las a melhorarem a sua qualidade de vida.
Como cientistas, é importante para nós fornecermos todas as evidências científicas sobre o que estamos a escrever. Em todos os tópicos abordados neste blog, iremos rever a literatura científica e tentar escrever de uma forma que seja fácil de entender por todos. Vão ver que estes tópicos de Medicina Natural são de facto extensamente estudados e apoiados pela ciência.

Alguns dos tópicos que serão abordados neste blog são:

– Nutrição (alimentação saudável)

– Meditação

– Agricultura sustentável

– Exercício físico

– Toxinas e metais pesados

– Saúde intestinal (verão mais tarde como a saúde intestinal e a saúde do cérebro estão relacionadas)

– Saúde cerebral

– Jejum

– Ervas aromáticas e medicinais

– Óleos essenciais

– …

– Receitas (DIY – do inglês “do it yourself“) de refeições, sobremesas e lanches saudáveis ​​e deliciosos, assim como remédios naturais e caseiros, produtos de limpeza e produtos para o cuidado do corpo (como pasta de dentes, desodorizante, cremes para o corpo, lábios, blush, etc.), que são saudáveis tanto para nós como para o ambiente :).

Em cada artigo, vamos apresentar todas as fontes e referências para que possam ler mais e obter mais informações sobre cada tópico abordado.

Gostaríamos de realçar que as informações mencionadas neste blog são apenas sugestões para melhorar a sua saúde e bem-estar. O objectivo não é, de todo, substituir o conselho do seu médico.

Todas as publicações estarão disponíveis em cinco línguas: inglês, português, alemão, francês e holandês.

Para nós, este é um projeto muito importante, e esperamos que faça uma diferença positiva na vida das pessoas. Iremos fazer o nosso melhor para vos dar a melhor informação sobre cada tópico. Esperamos que gostem do blog e que vos ajude de alguma maneira, assim como àqueles que mais amam 🙂

Ajudem-nos por favor a divulgar estas informações, compartilhando os nossos artigos! Isso poderá mudar a vida de alguém! 🙂

E estão convidados a deixar o vosso comentário em baixo de cada artigo!

Muito obrigado por ler e partilhar!

Viva saudável e feliz 🙂

Ana, Marjan & Christoph

 

O próximo artigo: A importância de uma alimentação saudável

 

Referências

[1] https://www.cdc.gov/nchs/products/databriefs/db267.htm

[2] http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs310/en/

[3] Wu S, Powers S, Zhu W, Hannun YA. Substantial contribution of extrinsic risk factors to cancer development. Nature (2016). 529(7584):43-7.

 

3 Responses to “Living in Natural Harmony: Introdução ao Blog

  • Parabéns pelo vosso empenho.

  • Thanks for your publish. My spouse and i have generally observed that the majority of people are desirous to lose weight as they wish to look slim as well as attractive. Nonetheless, they do not usually realize that there are other benefits for losing weight as well. Doctors state that obese people are afflicted with a variety of illnesses that can be instantly attributed to the excess weight. The great news is that people who sadly are overweight plus suffering from a variety of diseases can help to eliminate the severity of the illnesses simply by losing weight. It is possible to see a constant but marked improvement with health when even a small amount of fat reduction is realized.
    thiyannaOr

    • Living in Natural Harmony
      4 anos ago

      Thank you for your comment. We completely agree with you. A healthy diet does make us lose weight, but it goes much beyond that. When we start eating “real food”, while eliminating “toxic food”, we do not only lose weight, but we will also improve other co-occurring diseases such as the metabolic syndrome, hypertension, type 2 diabetes, etc. This also puts us at a much lower risk of having other diseases such as heart disease, cancer, stroke, etc. You can also check our next post “The importance of a healthy diet” https://livinginnaturalharmony.com/blog/2017/03/04/the-importance-of-a-healthy-diet/. And more will follow. We hope you continue enjoying reading our blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *